Últimas Notícias
Capa / Educação / #TECNOLOGIA | Curso de robótica com drones para crianças chega a Goiânia

#TECNOLOGIA | Curso de robótica com drones para crianças chega a Goiânia

Ferramentas altamente tecnológicas, como drones, estão deixando de ser meros acessórios de entretenimento e estão se transformando em recursos do nosso cotidiano. Pensando nisso, pela primeira vez em Goiânia, a escola de tecnologia infantil Happy Code vai oferecer um curso de robótica com drones para crianças de 7 a 10 anos. As inscrições estão abertas e as aulas vão iniciar em fevereiro. O curso tem a duração de um ano. E quem se interessar pode fazer uma aula experimental grátis.

De acordo com o diretor de tecnologia, Nelson Marques, a Happy Code é conhecida por trabalhar com uma metodologia bastante inovadora, cuja finalidade é preparar seus alunos para as oportunidades da era digital.

“Não é por acaso que uma parcela significativa dos cursos prioriza a resolução de problemas reais, que os jovens conseguem visualizar e entender. Isso porque pais e alunos precisam compreender a aplicabilidade do que se aprende em sala de aula — e ter a consciência de que o aluno, no decorrer do curso, já terá condições de desenvolver soluções para alguns desafios cotidianos”, explica.

Há 10 anos, os drones praticamente não faziam parte de nossas vidas. Nelson explica que apesar de instrumentos diferentes serem usados em outras escolas com o objetivo de introduzir as crianças à robótica, esse aparelho voador tem um grande potencial para captar a atenção dos pequenos, porque é muito atrativo. “Em pouco tempo, eles querem entender o que é preciso fazer para que um robô saia voando por aí: a complexidade é um desafio pessoal, que estimula o desenvolvimento”, destaca o diretor.

Segundo Nelson, não é necessário que a criança tenha conhecimento prévio sobe o assunto. O curso é dividido em dois módulos. Ambos envolvem questões relativas à programação e à robótica, sempre associadas à montagem e à desmontagem dos drones.

A diferença básica entre eles, conforme discorre o diretor da escola, é que, no primeiro, usamos uma linguagem chamada blockly, em que o aluno consegue, por meio de pequenos blocos de comando, combiná-los e formar uma lógica de programação de modo bem prático. Já nesse primeiro módulo, o aluno é apresentado a alguns tipos de sensores e atuadores que serão controlados pelo Arduino.

“Já no segundo módulo, eles desenvolvem a programação a partir da famosa linguagem C++, avançando no nível de conhecimento. Dessa maneira, eles conseguem programar o drone, de fato, para que ele siga as orientações de acordo com o que foi programado”, ressalta.

Para Nelson, aprender robótica com drones pode fazer toda a diferença na formação de seus pequenos. “Vale lembrar que o projeto fica com os alunos — eles modelam, inclusive, o chassi de um drone. Nos dois módulos, na fase final, os projetos são apresentados para os pais.

Sobre Vanessa Alencar

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*