Goiás: Prefeituras fecham as portas por três dias

É a forma encontrada de protestar pela grave situação financeira vivida pelos municípios

O agravamento da situação financeira porque passam os municípios goianos, gerando com isso a redução do poder de gestão e a queda na qualidade dos serviços públicos prestados pelas prefeituras, levou os prefeitos a um clima de grande insatisfação.

Como forma de chamar a atenção das autoridades responsáveis, de alertar e conscientizar a população para a gravidade do problema e, ainda, esclarecer sobre os verdadeiros responsáveis pela situação, os municípios goianos promovem nos próximos dias 29 ,30 e 1º de outubro mobilização com várias atividades.

A Associação Goiana de Municípios (AGM) convoca e conclama os 246 prefeitos, vereadores, lideranças políticas, segmentos organizados e, principalmente a população, para que participem ativamente das atividades. As prefeituras deverão fechar as suas portas nesses dias, mantendo apenas em funcionamento os serviços considerados essenciais, como forma de protestar pela atual situação e chamar a atenção da sociedade.

“Não dá mais para suportar. É Lutar para não entrar de Luto” desabafa o presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM), Cleudes Baré Bernardes. O dirigente argumenta que nos últimos anos os recursos repassados aos municípios vêm diminuindo cada vez mais. Por outro lado, as responsabilidades e os gastos, vêm só aumentando. Com isso os gestores, a cada dia, têm os seus poderes de ação e de gestão reduzidos.

“Quem sofre é a população que cobra do prefeito, o qual as vezes até é classificado como incompetente. Mas isso não é a verdade e não é justo. A população nem sempre tem conhecimento da realidade. Daí a necessidade de se esclarecer a todos o que está acontecendo e mais: buscar apoio da população para sairmos dessa triste situação”.

A principal causa é a concentração de recursos em poder do Governo Federal e agora agravada pela crise econômica por que passa o país, reduzindo a arrecadação

A AGM orienta os prefeitos para que utilizem os meios de comunicação locais para esclarecer a sociedade.

As prefeituras deverão colocar faixas e cartazes em suas sedes, promover atos públicos, como forma de alerta e de mobilização da comunidade.

Para a quarta-feira, no período da manhã, os prefeitos vão fazer uma manifestação em frente ao prédio da Assembleia Legislativa de Goiás, em Goiânia e espera contar com caravanas de todos os municípios, lideranças políticas e representantes de entidades. O objetivo é promover a união de forças para mudar a atual situação. 

(Com informações da Assessoria de Comunicação Social da AGM)

About Teresa Cristina [Teka]

Check Also

#caldasnovas | GESTÃO MUNICIPAL ANUNCIA MUDANÇAS NO COMANDO EM VÁRIAS PASTAS

Em Caldas Novas, as pastas de Saúde, Desenvolvimento Rural, Administração, Desenvolvimento Econômico, Relações Institucionais, Escola …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *