29 de janeiro de 2022

Marconi Perillo fala sobre o que esperar para 2016 e as eleições municipais

“O que se pode esperar do governo em 2016, é um trabalho de acompanhamento rigoroso com relação ao ajuste fiscal, trabalho de economia pra valer, redução de gastos, cuidados com a crise econômica, todo o gerenciamento dessa crise, através da minha governança e dos meus assessores. Em relação aos municípios, aos prefeitos, eu vou fazer tudo o que eu puder para ser parceiro mais uma vez, pra colaborar com as administrações municipais. Eu, como poucos, reconheço as dificuldades vividas pelos prefeitos, pelos municípios. Se nós nos Estados temos dificuldades por conta da crise econômica, imagine os prefeitos. Vocês que estão lá para atender as pessoas, estão lá vivendo o dia a dia dos problemas do povo. Então, tudo o que eu puder fazer pra celebrar as melhores parcerias, eu vou fazer; e isso só vai acontecer por conta dos ajustes, por conta das economias que o Estado foi capaz de fazer. Agora, eu fui eleito pra ser governador do Estado; a minha responsabilidade é administrativa. Eu vou conversar com os partidos, vou conversar com os parlamentares, para decidir a minha atuação. E tem que ser uma atuação discreta. Não posso misturar política com governo, pois eu tenho as minhas preferências. Eu não tenho dúvida alguma que, disparado, você é a melhor liderança política de lá e da região. Eu tenho as minhas preferências partidárias e administrativas, como é o seu caso. Agora, uma coisa é eu ter as minhas preferências, eu fazer algumas gravações; outra coisa é eu sair por aí andando pelo Estado. Eu vou decidir isso com os partidos. Mas eu acho que ajudo muito mais fazendo um bom governo do que ficar me imiscuindo nas questões que são questões municipais”, destacou Marconi Perillo.

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*