goiás | COM NOVA VARIANTE, CIDADES DE GOIÁS PODEM VETAR FESTAS DE NATAL E RÉVEILLON

Caldas Novas, uma das principais cidades turísticas do estado, pode cancelar as festas de Natal e Réveillon em praças públicas previstas para este fim de ano. O motivo é a circulação da variante do coronavírus [Sars-CoV-2] ômicron, classificada como de preocupação pela Organização Mundial da Saúde [OMS]. A cepa, identificada inicialmente na África do Sul, já foi confirmada em pelo menos 13 países.

Secretário de Turismo de Caldas Novas, Daniel Ribas afirmou que uma reunião está agendada para a tarde desta terça-feira [30] a fim de discutir como devem ocorrer os eventos de fim de ano da cidade. “Caso seja necessário, pode haver o cancelamento. Do contrário, com certeza faremos algumas mudanças para manter a segurança. Até o momento, faríamos eventos de Natal e Réveillon em praças públicas e a cidade está operando com capacidade máxima de 75% de ocupação da rede hoteleira”. O município já havia divulgado, inclusive, a programação para o Carnaval de 2022.

Em Aruanã, município que costuma promover todos os anos uma festa de ano novo, as chances de comemorações são poucas em 2021.

Em Pirenópolis, o Festival Canto da Primavera começa nesta terça-feira [30] e segue até o próximo domingo [05], sem alterações. A cidade não prevê festas em praças públicas no fim de ano, mas possui a Rua do Lazer com opções de bar e gastronomia, que acaba movimentando o turismo local.

O secretário municipal de Saúde de Alto Paraíso de Goiás, Fernando Couto, informou que a prefeitura não irá promover nenhuma festa de ano novo, mas que eventos particulares podem ser realizados respeitando restrições, assim como tem acontecido com o funcionamento de pousadas, restaurantes e atrações turísticas. Porém, na próxima semana, o aniversário da cidade será comemorado com um evento a céu aberto com capacidade para até 2,5 mil pessoas.

Tradicionalmente, a prefeitura da cidade de Goiás promove um show na virada do ano. Em 2020, o evento foi cancelado por conta do coronavírus. Neste ano, a administração municipal ainda não divulgou nenhuma definição sobre festas comemorativas na data.

RECOMENDAÇÃO
O titular da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, afirmou, que pode recomendar que os eventos de rua não sejam realizados em nenhuma cidade e que as festas em locais fechados exijam duas doses de vacina contra a Covid-19.

Além da restrição aos eventos de rua, a SES-GO deve, também, reforçar a exigência da vacinação completa em reuniões fechadas. Apesar das medidas, Alexandrino também afirmou que ainda não há motivos para alarde já que os primeiros casos registrados não resultaram em evolução para as formas mais graves da doença. [Fonte: O Popular]

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*