Últimas Notícias
Capa / Goiás / Cidades / Caldas Novas / Para quem duvidava, aí está a resposta: Colégio Século XXI funcionando

Para quem duvidava, aí está a resposta: Colégio Século XXI funcionando

Após vários anos de espera, uma extensa batalha jurídica, alguns processos licitatórios, muita cobrança por parte do prefeito Evandro Magal e do deputado Marquinho Palmerston, e muita gente torcendo contra, enfim, a Escola Estadual Delcides Ferreira de Morais, a novíssima Escola Padrão Século XXI, no setor Caldas do Oeste, em Caldas Novas, iniciou suas atividades escolares nesta segunda feira [15]. Até então, os alunos matriculados na referida escola, estavam ‘provisoriamente’ cumprindo a grade curricular, na Unidade da Universidade Estadual de Goiás [UEG].

Relembrando: as obras da Escola Padrão Século XXI, tiveram início em 2009 pelo Governo de Goiás, mas, o contrato foi rescindido porque a construtora não cumpria com suas obrigações. Uma nova licitação foi então, aberta, e a construtora tentou impedir o processo na Justiça, o que, atrasou por anos, o andamento da obra, em uma extensa batalha jurídica. Em março do ano passado, o estado anulou a ação proposta pela empresa e, com isso, foi retomado o processo licitatório para contratar uma nova construtora. Em novembro de 2016, foi publicada então, pela Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esportes do Estado de Goiás [SEDUCE], a ordem de retomada das obras da unidade escolar.

O projeto arquitetônico Padrão Século 21 inclui, salas de aula, laboratórios de informática e de ciências, sala de diretoria, secretaria, cozinha, refeitório, auditório, biblioteca, quadra poliesportiva coberta e área de convivência externa. As salas são climatizadas e foram construídas em um ambiente circular, voltadas para o pátio e com corredores cobertos, facilitando desta forma, o deslocamento dos alunos.

Em suas redes sociais e em forma de desabafo, o prefeito Evandro Magal anunciou o inicio das aulas na Escola afirmando ter ‘plena e total certeza’ que nada vence o trabalho. “Enfim: quem torceu contra, mais uma vez pode se retorcer de inveja: seguimos trabalhando demais pela saúde e a educação da nossa cidade”, evidenciou Magal

[Agência Press com informações da SEDUCE e redes sociais]

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*