Últimas Notícias
Capa / Sem categoria / 🤖💡 #CaldasNovas | EQUIPE DE ROBÓTICA PROJETA EQUIPAMENTOS PARA CALÇAR LUVAS

🤖💡 #CaldasNovas | EQUIPE DE ROBÓTICA PROJETA EQUIPAMENTOS PARA CALÇAR LUVAS

Um dos alunos, Artur Azeredo Santos Servian, é de Caldas Novas, estudante de Engenharia Mecatrônica da UFU, acredita que modelos do Evitus possam auxiliar os profissionais de saúde que estão na linha de frente combatendo o Coronavírus.

Um minuto e meio: esse é o tempo médio que um profissional de saúde leva para colocar as luvas estéreis de forma correta, ou seja, para não contaminar esse equipamento de proteção individual. E se esse tempo pudesse ser reduzido a alguns segundos pela automatização do processo? É essa inovação que a equipe UFU Roboforge apresentou para o Desafio UFU Covid-19 – que garantiu ao grupo a terceira colocação na categoria discentes de graduação.

Essa ideia já tem nome: ‘Evitus’. Os estudantes de Engenharia e Ciência da Computação apresentaram dois modelos, que estão projetados em CAD (sigla em inglês que significa “desenho assistido por computador”). O primeiro é baseado em um dispenser em formato de caixa. “O usuário posiciona as mãos na caixa e aciona um mecanismo que acopla as luvas à mão. Depois, fecha o elástico ao redor do pulso do consumidor”, explica o projeto da equipe.

Ele permitiria que o usuário ative o gatilho já com a mão dentro da luva.  Nesse comando, o sistema mecânico é ativado e a proteção é liberada, de forma que o elástico consiga se contrair ao redor do pulso. Assim, não há contato direto com nenhuma superfície.

 Já o segundo modelo segue a tecnologia dos embaladores plásticos automáticos. De acordo com os alunos, “essa forma disponibilizaria as luvas verticalmente com uma abertura superior. Também parecido com uma caixa, o dispenser deixaria uma luva disponibilizada verticalmente em sua face lateral. Bastaria que o usuário fizesse um movimento vertical direcionado de cima para baixo, colocando sua mão dentro do envoltório e retirando do dispenser com um movimento horizontal.”

O grupo de alunos fez questão de projetar um equipamento acessível e com a fabricação menos complexa. É por isso que os dois modelos podem ser feitos pela impressora 3D, usando o plástico PLA, e molas pequenas de fácil acesso. Além disso, a segurança das mãos é um aspecto muito discutido e prezado pelos estudantes. O ideal seria que o lugar em que o dispositivo for instalado tivesse uma instrução visual clara mostrando a utilização correta. Além disso, existe uma barreira mecânica para impedir que o usuário faça o movimento incorreto.

Uma pesquisa da Universidade Federal Fluminense mostrou que 93% dos profissionais de Enfermagem entrevistados tinham dificuldades no calçamento adequado das luvas. Por esse motivo, Artur Azeredo Santos Servian, estudante de Engenharia Mecatrônica da UFU, espera que os modelos do Evitus possam auxiliar os profissionais de saúde que estão na linha de frente combatendo o coronavírus.

“Se em um cenário não pandêmico já existia essa dificuldade, imagina agora em que há uma movimentação muito maior, mais risco de contágio. Muitos profissionais de saúde estão sendo contaminados pelo coronavírus”, explica o aluno.

Para saber mais sobre o Evitus, entre em contato com a equipe de robótica por meio do Instagram.  Daqui para frente, os alunos vão apresentar a proposta para empresas e concursos a fim de estabelecerem parcerias.

[Fonte: Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) e Portal Comunica UFU]

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*