26 de outubro de 2021

goiás | PROGRAMA MÃES DE GOIÁS CHEGA À REGIÃO DO ENTORNO DO DF

O Mães de Goiás, novo programa de transferência de renda do Governo de Goiás, chega neste mês de outubro à região do Entorno do Distrito Federal. A entrega dos cartões tem início nesta quarta-feira (13), em Padre Bernardo, e segue até o dia 27. Ao todo, 10.505 mulheres serão contempladas com o benefício em nove municípios. Além de Padre Bernardo, recebem o programa no mês de outubro as cidades de Vila Boa, Cabeceiras, Cocalzinho, Planaltina, Formosa, Santo Antônio do Descoberto, Água Fria de Goiás e Mimoso. Em novembro, a entrega dos cartões continua no Entorno do DF. Só na região, mais de 30 mil mulheres vão ser beneficiadas com o Mães de Goiás.

Os cartões começaram a ser entregues no dia 9 de setembro nos municípios de Jaraguá e Itaberaí. Desde então, cerca de 12 mil mães receberam o benefício em 40 cidades espalhadas por todo o Estado. O programa garante R$ 250 mensais a mulheres com filhos entre zero e seis anos de idade que vivem em situação de vulnerabilidade social. A ação contemplará as famílias progressivamente. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), a cada mês, 10 mil famílias são incluídas, até chegar ao número total de beneficiárias, que é de 100 mil mães.

As mulheres beneficiadas com o Mães de Goiás deixam os eventos organizados pela Seds em parceria com as prefeituras com o cartão já em mãos e saldo disponível para usar na compra de mantimentos e remédios em estabelecimentos cadastrados na cidade. “O programa já está beneficiando milhares de goianas em todo o nosso Estado e tem um papel também importante na economia desses municípios. Isso porque o valor destinado às mães é integralmente utilizado na rede de comércio local. O dinheiro fica e circula dentro da cidade”, destaca o governador de Goiás, Ronaldo Caiado.

A presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, comenta que o novo programa de transferência de renda foi pensado para promover a justiça social, com responsabilidade e foco. “Com o Mães de Goiás, o governador Ronaldo Caiado garante a segurança alimentar das crianças que estão na primeira infância e ainda não estão na escola”, explicou Gracinha, que completa: “A gente vai chegar a cada dia a mais mães. Não vamos deixar ninguém para trás”.

Lançado em agosto deste ano, o Programa Mães de Goiás é uma ação pioneira de distribuição de renda. O investimento total é de R$ 219 milhões, viabilizados pelo Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege Goiás). O objetivo é garantir qualidade de vida, promover segurança alimentar, fomentar comércio local e assegurar a permanência de crianças na escola. “Este cartão representa a tranquilidade para as mães goianas. É um recurso que ajuda a colocar comida na mesa e possibilita um recomeço diante deste momento desafiador que estamos vivendo”, avalia o titular da Seds, secretário Wellington Matos.

Mais sobre o programa

As mulheres contempladas dentro do Mães de Goiás serão atendidas por meio de um calendário progressivo, que incluirá todas as beneficiárias em até 10 meses. O benefício é pago por transferência de renda direta e utiliza como base de dados o Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico). Todas as mulheres com filhos entre zero e seis anos que têm cadastro e vivem em situação de extrema pobreza serão contempladas. “Não há favorecimentos, nem conchavos. É um direito de todos e não de escolhidos”, destaca Gracinha Caiado.

O período de permanência no Mães de Goiás será de 12 meses, prorrogável até 36 meses, desde que cumpridos os compromissos assumidos no ato de adesão. Para isso, as mães devem atualizar as informações no CadÚnico e manter a carteira de vacinação dos filhos em dia, de forma a atender os critérios do Ministério da Saúde. No caso de gestantes, é necessário realizar todo o acompanhamento médico relativo ao pré-natal e também aos primeiros seis meses de vida da criança.

As mulheres que se enquadram nos critérios da seleção e que vivem em municípios que ainda não foram contemplados com a ação podem checar se têm direito ou não ao benefício no site da Seds ou diretamente em maesdegoias.social.go.gov.br. Basta informar o número do CPF e conferir se o nome aparece ou não na lista de contempladas.

É importante lembrar que não há tempo mínimo de inclusão no Cadastro Único. A seleção das mães beneficiárias utiliza a base disponível no Cadastro Único do mês de maio. Mães que atendam aos critérios podem se cadastrar junto aos CRAS, mas só vão receber o benefício após a conclusão da distribuição de todos os cartões já pré-cadastrados.

(Gabinete de Políticas Sociais (GPS) – Governo de Goiás)

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*