Central de Inteligência e BOPE prendem quadrilha que aplicava golpes financeiros

WhatsApp Image 2017-02-02 at 22.45.45

A Agência Central de Inteligência (PM-2) e o Batalhão de Operações Especiais de Goiás (BOPE-CME) prendem uma quadrilha que aplicava golpes financeiros milionários, também sendo preso um gerente do Banco do Brasil

Após 6 meses de levantamentos da PM-2 e do BOPE/2, sobre uma quadrilha especializada es fraudes ao sistema financeiro, porquanto esta era formada por cinco integrantes e todos eles com funções bem definidas. Durante os monitoramentos das equipes de inteligência, observou-se que Vanderson Ramos do Amaral, residente no estado do Pará e envolvido com fraudes financeiras, estava visitando por várias vezes a capital de Goiás, sempre trazia consigo uma vasta documentação e se reunia com as mesmas pessoas. Albany Almeida dos Santos, foragido da justiça, estava sempre presente nas reuniões, sendo este considerado um dos maiores estelionatários do estado. Também participavam das conversas, Dawisdan Simarone freitas, Igor Djalma Schimitel Menezes e Thiago Algusto Jacob (gerente do Banco do Brasil). Com base nesses dados, os policiais de inteligência aprofundaram os levantamentos e descobriram todo modo de agir da organização criminosa, sendo que Vanderson estava envolvido com fraudes de títulos de precatórios da união e buscava elo de ligação com funcionários de bancos, Albany produzia toda a parte de clonagem de cartões e geração de boletos falsos para captação de valores em contas de laranjas, Dawisdan era responsável pela parte de falsificação de documentos pessoais, documentos de veículos, comprovantes de endereço e pelos alvarás da justiça federal falsificados, inclusive constando assinaturas falsificadas de juízes federais autorizando o saque de precatórios. Não menos importante no grupo, Igor fazia todo o pagamento dos boletos falsos gerados e mantinha um controle financeiro das transações. Por fim Thiago, que é gerente de uma agência do Banco do Brasil, era incumbido da abertura das contas em nomes de pessoas mortas, presas e carentes, ficando responsável pelos pagamentos e transferências dos valores arrecadados entre as contas, pois por esse serviço recebia de 20% a 30% dos lucros. Diante de todas essas informações, na madrugada de hoje (02/02/17) os policiais deflagraram a operação, buscando evitar que um novo golpe no sistema financeiro fosse aplicado, porquanto a organização criminosa tentaria movimentar 6 milhões de reais em títulos de precatórios da união fraudulentos. Inicialmente foi preso Dawisdan, dirigindo um veículo roubado e clonado. Este ainda apresentou um CLRV falso às equipes e possuía vários documentos falsos no interior do automóvel. Desta feita, os policiais se dirigiram a uma residência no setor Bela Vista e prenderam em flagrante Vanderson (que estava na posse dos títulos falsos e controles de transferências), Igor (que estava pagando boletos falsos da Caixa Econômica Federal, com cartões clonados) e Albny (que estava foragido da justiça, tinha acabado de descer de um veículo HB20 roubado que estacionara na frente da residência, ainda apresentou documento de identidade falso e estava na posse de mais de 30 cartões clonados e máquinas para a clonagem). Dando continuidade, as equipes se deslocaram até um estabelecimento comercial no centro de Goiânia e fizeram a prisão de Thiago, o gerente da instituição financeira. Diante dos fatos, todos os presos, assim como os veículos, computadores, toda documentação falsificada, foram encaminhados para a Polícia Federal.

 

 

About Teresa Cristina [Teka]

Check Also

#caldasnovas | Marquinho Palmerston declara apoio à reeleição de Kleber Marra

O ex-deputado estadual e empresário, Marquinho Palmerston, recebeu, na última sexta-feira, 2, uma comitiva de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *