Caldas Novas: Apesar da agitação na base aliada, Magal e Magda cumprem agenda em Brasília

Mesmo diante tamanha turbulência política nos bastidores em Caldas Novas, o prefeito Evandro Magal (PP) e a deputada federal, Magda Mofatto (PR), alinharam agendas e cumpriram roteiro em Brasília, em busca de recursos para o município.

A notícia foi dada pela própria parlamentar em suas redes sociais, sem qualquer manifestação sobre os últimos acontecimentos políticos em Caldas Novas. “Recebi a visita do prefeito Evandro Magal em meu gabinete, para discutirmos emendas parlamentares tendo em vista nossa querida Caldas Novas. Vamos concentrar nossos esforços para que a cidade receba recursos destinados para obras e infraestrutura. Colocamos em dia também nossas preocupações e expectativas para que o Brasil possa superar este momento difícil”, declarou Magda Mofatto.

Em meio a tantas revelações, manobras, possíveis reviravoltas e disputas, e um quadro de instabilidade que se instalou na política brasileira, a crise nacional parece ter atingido em partes, Caldas Novas. Mas apesar de todo cenário instável, e toda narrativa exposta pelo vereador Wanderson Nunes (PSL) na tribuna da Câmara, sobre uma possível traição na base e possível rompimento entre aliados políticos, o prefeito Evandro Magal têm mantido a serenidade e dito, que prefere ficar longe, apesar de atento, aos assuntos e articulações políticas.

Longe de ser uma narrativa de ficção, o município realmente vive momentos de extrema vigilância pela classe política. A indefinição de uma possível candidatura de Evandro Magal à reeleição, tem agitado todo cenário, e deve permanecer até julho, prazo solicitado pelo prefeito para se pronunciar. Aliados próximos temem neste período, que a disputa política acirre ainda mais os ânimos, já bastante exaltados.

É fato, que garantir serenidade em tempos de tamanha turbulência nacional é algo quase impossível também nos municípios, apesar disso, Magal se mantém longe das “trincheiras” e sustenta uma postura de equilíbrio, visando acalmar os ânimos em sua base aliada. Sua boa atuação administrativa contribui de forma efetiva para a estabilização do panorama político local, e joga um balde d’água fria na vislumbrada ruptura. O contrário, poderia ser um ingrediente a mais para os conflitos, que insistem em avizinhar-se.

A política está muito volúvel. Fica difícil prever. De todo modo, e em caso da ausência de manifestação dos envolvidos, as apostas percorrem os bastidores, não mais, se realmente haverá a ruptura, mas sim, quando ela deve acontecer. A expectativa é para que a decisão possa ocorrer em breve, mas  depende tão somente da decisão de manter ou recuar a pré -candidatura de Rodrigo Lima, candidato do PR a prefeito, tendo como consequência, entregar ou não, os cargos ocupados e indicados pelo partido Muitos acreditam que haverá o recuo, e consequentemente, o realinhamento com o grupo liderado pela deputada Magda Mofatto, em prol da reeleição de Magal. Sem dúvidas, decisão predominante para que a base reencontre a calmaria, uma vez que as críticas se intensificaram após a deflagração do processo eleitoral provocado pelo próprio Partido da República.

Dentro do contexto apresentado, só existe uma saída viável, que tanto os líderes quanto seus partidários, lancem mão das vaidades pessoais e busquem forças e esforços para resgatar a tão propagada união em Caldas Novas.

Teresa Cristina [Teka]

Agência News Jornalismo

About Teresa Cristina [Teka]

Check Also

#goiatuba | Prefeitura realiza ação de saúde no distrito de Marcianópolis

A Prefeitura Municipal de Goiatuba, por meio da Secretaria de Saúde, realizou uma ação incrível …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *