Últimas Notícias
Capa / Destaques / #Goiás | PRESIDENTE DO PR DIZ QUE SAÍDA DE ALIADOS TEM MOTIVO POLÍTICO

#Goiás | PRESIDENTE DO PR DIZ QUE SAÍDA DE ALIADOS TEM MOTIVO POLÍTICO

2013011010701_6fce096871a2f667a9c9243a6564641c-horz

Segundo Flávio Canedo, partido entrou no “salve-se quem puder” da reta final de campanha; “Quem colou (no governo), perdeu a eleição”, afirma.

A exoneração de Wiris Arantes da presidência da Agência Brasil Central (ABC) e a já dada como certa saída de Leandro Garcia do comando da Goiás Turismo são por motivos políticos, segundo o presidente do PR, Flávio Canedo. Os dois foram nomeados pelo governador José Eliton (PSDB) por indicação do partido.

Wiris Arantes, que havia assumido a presidência da Agência no início de agosto, logo após a declaração de apoio do PR à reeleição do governador José Eliton, foi exonerado na segunda-feira (15). No seu lugar, foi nomeado o ex-chefe de gabinete do governador Charlle Antônio Gomes.

Na Goiás Turismo, segundo apurado pela reportagem, Leandro Garcia já foi comunicado da exoneração. De Caldas Novas, ele é ligado à deputada federal Magda Mofatto (PR). É cotado para assumir a função o advogado Rafael Lousa, que já assumiu vários cargos no governo; esteve por último na presidência da Junta Comercial de Goiás (Juceg), a qual deixou para se candidatar a deputado estadual. Não foi eleito.

Ao POPULAR, o presidente do PR diz que, segundo o governo, as exonerações são porque o partido fez “muitas alianças com deputados do lado do Caiado e do Daniel”, se referindo ao governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) e ao então governadoriável Daniel Vilela (MDB). “Talvez seja culpa nossa não ganharem. Perdedor tem de achar motivo, mas o PR foi fiel até o fim com o governo; podia ter passado para o outro lado antes e não o fizemos por fidelidade.”

Durante a reta final, repercutiu nas redes sociais um vídeo de Magda Mofatto pedindo voto para Daniel. Governistas afirmam que, em alguns municípios, foram distribuídos materiais associando a deputada com Caiado. Canedo não nega. “Nos últimos dez dias, foi um salve-se quem puder. Quem colou (no governo) perdeu eleição. Cada um buscou salvar sua pele e o PR fez isso, mas manteve a postura. O governo que não cumpriu compromissos com nossos projetos.”

Questionado sobre quais projetos, ele cita: “Festivais gastronômicos e serviços de rodeio da Goiás Turismo não foram pagos; praças de obras em cidades turísticas tiveram seus empenhos cancelados em cidades como São Domingos, Cavalcante e Alto Paraíso”.
Procurado, o governo não quis se pronunciar. Palacianos afirmam, porém, que o acordo com o PR em relação à ABC era para um mandato interino. Wiris foi nomeado quando João Bosco Bittencourt pediu exoneração para assumir a coordenação de comunicação da campanha de José Eliton.

Na Goiás Turismo, a substituição de Leandro teria sido decidida devido à transição de governo. Segundo apurado, o governador decidiu nomear técnicos para levantar as informações não apenas neste órgão, mas também em outros, o que deve gerar novas trocas nos próximos dias.

CAIADO
A respeito de um possível apoio do PR ao governo Caiado, Flávio Canedo afirma que ainda houve conversa com o governador eleito, mas relata que “Magda tem amizade com ele, assim como tem com o Daniel Vilela”. “Ele é o governador eleito. Caiado é bem intencionado e quer fazer o bem”, diz.

Para ele, o período é de mudança. “São ciclos de poder e o do PSDB acabou. Agora, é a vez de Caiado que, acho, será um bom governador. Ainda não conversamos, mas acredito que temos tudo para estar ao lado dele, pelo Estado.” [Fonte: O POPULAR]

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*