Últimas Notícias
Capa / Goiás / Cidades / Caldas Novas / CRIMINOSOS QUE ATEARAM FOGO NO FÓRUM SÃO CONDENADOS

CRIMINOSOS QUE ATEARAM FOGO NO FÓRUM SÃO CONDENADOS

 A juíza Sabrina Rampazzo de Oliveira, da 1ª Vara Criminal de Goiatuba, condenou Waldemar Tassara Macedo, Selmo Felizardo Rodrigues Chagas Júnior, Thales José Martins Miranda e Rudiere Albertini Alves Pádua de Paulo pelos crimes de organização criminosa, incêndio doloso, supressão de documento público e roubo. Eles foram considerados culpados de incendiar o fórum de Goiatuba, em agosto de 2016.

Waldemar foi sentenciado a 35 anos e 5 meses de reclusão e 380 dias-multa; Selmo foi condenado a 31 anos, 5 meses e 20 dias de reclusão e 325 dias-multa; Thales foi condenado a 37 anos e 3 meses de reclusão e 403 dias-multa; e Rudiere pegou 27 anos, 3 meses e 16 dias de reclusão e 290 dias-multa, todos em regime inicialmente fechado.

De acordo com a denúncia, por volta da meia noite e meia, do dia do crime, Thales e Rudieri, com apoio logístico de Selmo e a mando de Waldemar Tassara, invadiram o prédio do fórum de Goiatuba, ambos armados com um revólver calibre 38 e vasilhames contendo líquido inflamável. Eles dominaram o vigilante, subtraindo dele um colete balístico, uma arma de fogo e seu telefone celular.

A seguir, os acusados atearam fogo na Vara Criminal, de Família, no gabinete do juiz da 2ª Vara e na sala onde se encontrava o gravador das câmeras. Thales e Rudieri levaram o vigilante para o salão do Júri, com a intenção de o prenderem em uma das celas, mas devido à grande quantidade de material inflamável, o fogo se alastrou. Então eles se encontraram com Selmo, que esperava os comparsas em uma camionete Hilux. Antes de fugirem, eles ameaçaram de morte o guarda e sua família, dizendo que sabia onde moravam.

Conforme relatou a investigação realizada pela Polícia Judiciária, o motivo do crime originou-se do fato de Waldemar ter sido condenado por crime de homicídio, praticado em Goiatuba, intencionando então destruir a sentença do caso. [Fonte: Tribunal de Justiça de Goiás]

Agência Press |Notícias |Jornalismo
Marketing Digital | Redes Sociais

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*