Últimas Notícias
Capa / Goiás / Cidades / Caldas Novas / Caldas Novas: Grande convenção homologa Magal para reeleição

Caldas Novas: Grande convenção homologa Magal para reeleição

O Partido Progressista (PP) abriu a corrida eleitoral na noite desta segunda feira (01) em Caldas Novas, com a realização de uma grande convenção partidária, que homologou na oportunidade, a candidatura do atual prefeito, Evandro Magal à reeleição.

Um grande público compareceu e lotou o centro de Convenções e Eventos Ipê, para prestigiar também a homologação das coligações proporcionais formada por partidos que integram a base, que agora passam a ser 17 no total: PP, PSDB, PRB, PT, PTN, SD, REDE, PSL, PMB, PTB, PMN, PHS, PSC e PSDC, PPS, PSB e PMDB.

Dois nomes estão sendo ventilados para vice-prefeito. Pelo PPS a indicação é para que o médico, Dr. Fernando Rezende (PPS), apoiado pelo empresário Ari Schmitz e com aval da senadora Lucia Vânia (PSB) e do deputado federal, Marcos Abrão (PPS), que comandam as referidas legendas em Goiás, seja o escolhido. Outra opção apresentada, seria do ex-prefeito José de Araújo do PMDB, que para isso, tem que viabilizar, além do retorno da comissão provisória do partido para seu comando, as certidões negativas que abonem o registro de sua candidatura, já que eleitoralmente, parece continuar inelegível.

Deputados estaduais, Santana Gomes (PSL), Humberto Aidar (PT), Zé Antônio (PTB), Henrique Arantes (PTB), Eliane Pinheiro (PMN) e Marquinho Palmerston (PSDB), deputados federais, Alexandre Baldy (PTN) e Giuseppe Vecci (PSDB, senador Wilder Morais (PP) e lideranças do Estado participaram, do que já está sendo considerada, a maior convenção partidária realizada na cidade até hoje. A presença maciça da maioria dos partidos e a movimentação da militância, está sendo interpretada como uma clara demonstração de coalizão de forças partidárias no município.

ISOLADOS

Do outro lado, partidos que compõem a chamada “base oposicionista” em Caldas Novas tendem a ficarem isolados nas eleições municipais deste ano. Ao menos é o que indica o atual cenário político, principalmente, com a indefinição de partidos como o PR, DEM, PDT e PRTB que ainda buscam afirmar suas pré-candidaturas no município.

Rodrigo Lima, Alison Maia, Arlindo Ceará e Adão Gonçalves, não conseguiram até agora, formar uma aliança “musculosa” que garanta, ao menos, sustentação aos respectivos projetos, rumo ao executivo municipal. Há ainda, o risco de fracasso iminente na composição das coligações proporcionais destes partidos, caso o quadro permaneça inalterado até o próximo dia 05, quando se encerra o prazo das convenções, o que prejudicaria até mesmo, a reeleição de alguns vereadores.

Para prejudicar ainda mais, há o visível alinhamento da militância e lideranças dissidentes dos partidos que sofreram intervenção no município por imposição do PR, a exemplo do PMDB, PSD, PROS e outros, que devem caminhar com a base aliada do atual prefeito.

Sobre Teresa Cristina [Teka]

Teresa Cristina [Teka]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*